Educação

Alunos da Escola Gustavo Starlick visitam o Centro Administrativo e Assessoria de Imprensa

A realização de atividades dinâmicas e interativas, conhecendo espaços além da sala de aula, contribui muito para a aprendizagem dos alunos. Com esta proposta, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Gustavo Augusto Starlick, de Arroio Angico, busca desenvolver projetos que estimulem a participação dos alunos, trabalhando temas que fazem parte do dia-a-dia da turma. E na tarde de sexta-feira (11/05), os alunos da Escola, juntamente com a professora e diretora Daniela Bohrer, realizaram uma etapa importante de um projeto que está sendo desenvolvido pelos 7 alunos da escola, com a orientação da professora Daniela. É uma “expedição investigativa” com o tema “Jornalismo”.

Na sexta-feira, os alunos visitaram o Centro Administrativo de Tapera. Foram recebidos no gabinete pelo prefeito municipal Volmar Kuhn e vice-prefeito Jorge Quadros. Em seguida, visitaram a Câmara de Vereadores, sendo recebidos pelo presidente do legislativo Elias Goulart. No plenário da Câmara, fizeram a apresentação de um programa jornalístico produzido em sala de aula, intitulado “Papo Informativo”. Este programa já havia sido apresentado para os pais dos estudantes. E a última atividade da tarde foi a visita à Assessoria de Imprensa do município, onde foram recebidos pela jornalista Marcela Prass Scheffler, que presta serviço na área de comunicação e marketing para a administração municipal. A turma fez várias perguntas, esclareceu dúvidas sobre a profissão, e, juntamente com a professora Daniela Bohrer, participaram da gravação do Informativo da Prefeitura Municipal (programa institucional de rádio que é divulgado nos sábados pela manhã, pela rádio Cultura AM).

Os alunos demonstraram muito interesse pelas atividades. Em suas perguntas, foram descobrindo o universo do jornalismo e da comunicação. “A gente aprendeu a falar melhor, a se comunicar… Foi genial”, disse a Erica Ninow, do 3º ano. Já o aluno Joaquim Lammers, também do 3º ano, destaca algumas perguntas que foram feitas para a pesquisa. “Nós perguntamos o que não pode faltar numa reportagem, como é o trabalho da jornalista e qual seu instrumento preferido de trabalho, além de outras perguntas que preparamos em sala de aula e as dúvidas que foram surgindo na hora”.

Realizada a primeira etapa do trabalho, os alunos darão continuidade ao projeto. “Com essas informações, nós vamos entrevistar a família dos Crestani em nossa expedição investigativa”, explica a aluna Camili Vitória Lammers, do 2º ano. A professora e diretora da EMEF Gustavo Starlick, responsável pelos 7 alunos do 1º ao 4º ano que estudam no formato de classe multisseriada, destaca a importância destes trabalhos para envolver todos os alunos. “É muito bom sentir o entusiasmo e o brilho no olhar das crianças quando elas estão fazendo estas atividades. Isso realiza muito a gente como professor. E é também uma dinâmica que instiga muito o trabalho coletivo, a autonomia, e prepara o aluno para ser um cidadão crítico na sociedade também”.